Caso Freeport Alcochete.

PJ faz buscas em casa e empresas de tio de José Sócrates

Júlio Carvalho Monteiro, tio do primeiro-ministro José Sócrates, foi esta manhã alvo de buscas na sua residência e empresas, numa diligência desencadeada pelo Departamento Central de Investigação e Acção Penal (DCIAP) e pela Polícia Judiciária.

Mais uma “bomba” prestes a arrebentar no panorama actual do país.

Não bastando já o infindável processo Casa Pia, o escândalo  B.P.N. , o não menos gravoso caso Banco Privado, as “cabeçadas” entre os professores e a ministra da educação, temos agora mais um caso que os “media” agradecem, visto que a vaga de frio e a neve já lá vão podem agora entreterem-se a abrir os telejornais com o caso Freeport Alcochete, onde surge à “baila” um tio do primeiro-ministro José Sócrates. E segundo o semanário “Sol”, um nome dum ministro de  “top” que estará envolvido num esquema de “luvas”, relativamente ao licenciamente e aprovação do projecto para o referido empreendimento, que já havia sido “chumbado” duas vezes. Devido aos terrenos em causa se encontrarem em Zona de Protecção Especial do Estuário do Tejo.

O semanário Sol avançou hoje que, além do empresário e tio materno de José Sócrates a casa e às empresas de Júlio Carvalho Monteiro, o escritório de advogados Vieira de Almeida & Associados,  e o gabinete de arquitectos Capinha Lopes foram hoje alvo de buscas, no âmbito do “caso Freeport”.

O processo relativo ao espaço comercial do Freeport de Alcochete está relacionado com suspeitas de corrupção na alteração à Zona de Protecção Especial do Estuário do Tejo (ZPET) decidida três dias antes das eleições legislativas de 2002, através de um decreto-lei.

O caso tornou-se público em Fevereiro de 2005, quando uma notícia do jornal “O Independente”, a escassos dias das eleições legislativas, divulgou um documento da Polícia Judiciária que mencionava José Sócrates, então líder da oposição, como um dos suspeitos, por alegadamente ter sido um dos subscritores daquele decreto-lei quando era ministro do Ambiente.

Posteriormente, a PJ e a Procuradoria-Geral da República (PGR) negaram qualquer envolvimento do então candidato a primeiro-ministro no caso Freeport.

Já este ano, a 10 e 17 de Janeiro, o Ministério Público (MP) emitiu comunicados onde esclarecia que, até àquele momento, não havia indícios do envolvimento de qualquer ministro português, do actual governo ou de anteriores, em eventuais crimes de corrupção relacionados como o caso.

Os esclarecimentos do MP surgiram na sequência de notícias do Sol segundo as quais “um ministro socialista do Governo de António Guterres é visado pelas autoridades judiciais do Reino Unido na investigação criminal em curso neste país sobre o licenciamento da construção do Freeport de Alcochete”.

Na edição do dia 17, o semanário assegurava que “uma gravação vídeo da conversa entre um administrador inglês da sociedade proprietária do Freeport e um sócio da consultora Smith e Pedro refere o pagamento de luvas a um ministro português”.

Acerca desta notícia, o Departamento Central de Investigação e Acção Penal  (DCIAP) assegura que “não foi até hoje recebida qualquer gravação vídeo ou qualquer outro elemento de provas com valor jurídico, face à lei portuguesa, enviado por investigadores ingleses, apesar do pedido repetido de uma cooperação ampla e franca feito pela justiça portuguesa à justiça inglesa”.

As buscas hoje feitas às diversas empresas foram realizadas na sequência de uma carta rogatória enviada pelas autoridades inglesas às portuguesas.

Fiquemos então a aguardar pelos resultados das buscas efectuadas hoje, e a aguardar em que é que isto tudo irá dar ao fim de 4 anos!

casper™

Userbar Makers Portugal

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s